Em reunião no Ministério da Economia de Portugal, Jorginho Mello recebe confirmação de missão oficial portuguesa ao Brasil

9 de julho de 2024 Off Por

Foto: João Paulo Gomes Vieira / SECOM

A comitiva catarinense liderada pelo governador Jorginho Mello teve uma reunião nesta terça-feira, 9, com o Ministro da Economia português, Pedro Reis. O encontro tratou da retomada de um acordo na modernização dos processos administrativos do setor público e na promoção do desenvolvimento econômico sustentável entre Santa Catarina e Portugal. Da audiência, o governador saiu com a confirmação de uma missão portuguesa ao Brasil, que virá ao país no primeiro voo direto da TAP entre Lisboa e Florianópolis, para novos avanços.

“Nós estamos reativando esse protocolo que já existia de Santa Catarina, que foi abandonado. Nós estamos retomando esse protocolo como um guarda-chuva para tratar de muitos assuntos, que temos em comum com Portugal. O setor produtivo, o turismo, enfim, a economia, a tecnologia”, explicou o governador Jorginho Mello, que acrescentou: “Então já ficou praticamente agendado para quando iniciar o voo da TAP, dia 3 de setembro, a gente vai receber uma comitiva portuguesa e fazer uma agenda interessante para eles em Santa Catarina. Com essa comitiva de Portugal, do ministro da Economia, Pedro Reis, vamos iniciar tratativas de negócios e investimentos entre Santa Catarina e Portugal”, finalizou o governador.

O secretário de Articulação Internacional e Projetos Estratégicos, Paulo Bornhausen, ficou responsável por elaborar a agenda de trabalho da missão portuguesa a Santa Catarina, no segundo semestre deste ano. A reunião foi considerada um importante avanço. A última tentativa catarinense desse acordo de cooperação com o país havia sido em 2011. As conversas foram retomadas em 2023 e já renderam desde então o voo direto com a Europa além dessa nova confirmação, a ida de uma comitiva ao Brasil.

“Ao longo da minha vida, fui muitas vezes ao Brasil, tenho lá muitos amigos. Também fiz um estágio a certa altura profissional no Paraná, na Klabin. Portanto, conheço bem o país e tenho bem consciência do potencial que esse voo da TAP está por fazer e também da força, em particular do pulmão industrial e tecnológico de Santa Catarina”, explicou o ministro Pedro Reis.