Morte do sertanejo Chrystian traz lembrança de brasileiros que cantavam em inglês

20 de junho de 2024 Off Por

Foto/Reprodução.

O cantor Chrystian morreu na noite desta quarta-feira, 19 de junho de 2024. O sertanejo que fez dupla com Ralf tinha 67 anos e estava hospitalizado em São Paulo com uma doença renal.

O sucesso no mundo da música sertaneja, na dupla com o irmão Ralf, veio na década de 1980. Antes, Chrystian fez sucesso cantando em inglês. Seu maior hit nessa fase foi Don’t Say Goodbye, de 1973, tema da novela Cavalo de Aço, da TV Globo.

A morte de Chrystian traz a lembrança de um tempo em que muitos brasileiros fizeram sucesso cantando em inglês. Foi uma “onda” da primeira metade dos anos 1970. O curioso é que eles eram “vendidos” como cantores estrangeiros.

Ralf, o irmão de Chrystian, também cantou em inglês com o nome artístico de Don Elliot. Já o verdadeiro nome de Steve McLean, de True Love, era Hélio Eduardo. Descendente de britânicos, Terry Winter, de Summer Holiday, se chamava Thomas William.

Ricardo Feghalli, mais tarde integrante do Roupa Nova, um dia foi Richard Young e cantou Rainy Day, tema da novela Locomotivas. Jessé foi Tony Stevens. Fábio Júnior foi Mark Davis.

Formada em São Paulo, a banda Pholhas cantava em inglês, mas era identificada como um grupo brasileiro. Fez sucesso com My Mistake e She Made My Cry.

My Girl foi o grande sucesso do grupo Lee Jackson. O Light Reflections estorou com Tell Me Once Again, que, depois, vertida para o português, se transformou em Telma, Eu Não Sou Gay, gravada por Ney Matogrosso.

O pernambucano Ivanilton de Souza Lima, assinando como Michael Sullivan, vendeu milhares de cópias do single My Life. Mas o negócio dele era a música brasileira. Ao lado de Massadas, Sullivan virou um poderoso hitmaker de canções compostas em português.

Naquela “onda” de brasileiros cantando em inglês, houve um cantor e compositor que se projetou internacionalmente. Sua música foi gravada por grandes vozes do mundo. Seu verdadeiro nome era Maurício Alberto. Seu nome artístico, Morris Albert. Sua canção, Feelings.