filme de comédia misteriosa é gravado no Centro Cultural São Francisco

19 de junho de 2024 Off Por

‘Mistério do Seridó’: filme de comédia misteriosa é gravado no Centro Cultural São Francisco. Mistério do Seridó/Divulgação

Uma boa comédia com uma pitada de suspense é capaz de envolver até o mais cético dos homens. Essa é a intenção do filme “Mistério do Seridó”, que está sendo gravado na Paraíba. A obra conta com nomes como Jessier Quirino no elenco e transformou parte do Centro Cultural São Francisco em uma fazenda do interior.

O filme é o longa-metragem de estreia do diretor Carlos Mello, escritor, produtor artístico e médico radiologista apaixonado por cinema.

Baseado em um dos cinco romances do diretor, o centro da narrativa é o clima de tensão causado em uma pequena cidade do interior da Paraíba diante de uma investigação policial. “Quem matou o coronel Tenório?” Essa é a pergunta chave. A trama tem início na festa de 70 anos do homem mais respeitado da região.

Bem no meio do evento, que reúne amigos e familiares do coronel, um assassinato rompe a energia de alegria que pairava no ar e uma atmosfera de mistério toma conta do ambiente. A partir daí todos são suspeitos.

A força do cinema paraibano

O time artístico e técnico é composto, majoritariamente, por paraibanos, o filme conta com o poeta e ator Jessier Quirino no elenco, além de Erevan Lima, que interpreta o coronel Tenório, e Sebastião Formiga.

As gravações estão sendo feitas em João Pessoa e em Taperoá. A previsão de lançamento é janeiro de 2025. Segundo o diretor Carlos Mello, “a intenção é mostrar a potência do audiovisual paraibano com histórias que causam múltiplas sensações nos amantes do melhor que o cinema regional pode oferecer”.

O médico apaixonado por cinema

Carlos Mello é um produtor artístico apaixonado por literatura que teve o coração conquistado pelo cinema. O paraibano é formado em medicina, doutor em Radiologia pela Universidade de São Paulo (USP) e é professor na UFPB. Mas a paixão pelo audiovisual é tão grande que ele buscou se profissionalizar na área, através de diversos cursos.

Com curta-metragens na bagagem, foi finalista de festivais de cinema como o Screenplay, em Los Angeles. Autor de cinco romances, decidiu transformar a comédia enigmática “Mistério do Seridó” em seu longa-metragem.

“Esse filme nasce de um sentimento muito especial, meu amor pelo cinema. Conta com atores incríveis e uma equipe disposta a mostrar a potência artística e técnica do que é produzido na Paraíba. É o primeiro grande trabalho da nossa produtora, a Cinection, vai ser nosso cartão de visitas”, afirmou o diretor.