Parque Tecnológico de Sorocaba promove reunião de planejamento estratégico entre seus residentes e apresenta plano de expansão

12 de junho de 2024 Off Por



11 de junho de 2024

17:24

Por: Marcelo Andrade, Rose Campos

Fotos: PTS/Divulgação

O Parque Tecnológico de Sorocaba (PTS) realizou, na manhã desta segunda-feira (10), uma reunião para apresentação de seu planejamento estratégico junto às empresas, instituições e universidades residentes em seu ecossistema, para divulgação das ações e projetos implementados e a serem realizados. Foi uma oportunidade também para ouvir sugestões dos participantes, bem como para conhecer os planos de expansão do PTS. O encontro possibilitou, ainda, a integração entre as organizações participantes.

Estiveram presentes 45 empresas e instituições abrigadas no PTS, ao lado da presidência do Parque Tecnológico. Durante a reunião foi destacada a importância dessa iniciativa, especialmente para que todos pudessem conhecer tudo o que vem sendo desenvolvido no Parque, assim como os novos futuros, incluindo cada ente no processo. A união amplifica a voz dos residentes e ajudará a planejar, decidir e priorizar os próximos passos em prol de todo o ecossistema ali reunido. O objetivo é fazer com que Sorocaba e região se desenvolvam ainda mais, com apoio da tecnologia e inovação, gerando mais empregos e renda e proporcionando qualidade de vida à população.

Os participantes tomaram conhecimento sobre a situação atual do PTS, formado por 40 empresas instaladas internamente, outras cinco na área externa, 10 instituições de ensino superior, 16 startups residentes, gerando, no total, 390 postos de trabalho. Em 2023, foram realizados R$ 71 milhões em investimentos por empresas residentes, que resultaram, ainda, em R$ 21 milhões em arrecadação de ISS para a cidade.

Durante o encontro, os representantes das empresas e instituições participantes puderam conhecer também o projeto de expansão do Parque, a partir do recurso de R$ 14,24 milhões, destinados pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep). O recurso permitirá ao PTS fomentar a atração e expansão de novas unidades econômicas no complexo, por meio da ampliação da infraestrutura da instituição em 3,5 mil m², estruturando e fornecendo laboratórios de simulação e projetos de engenharia, Smart Cities – Smart Campus Project, validação de tecnologias 4.0, Open Lab CET 4.0 e uma estação terrestre comercial para capacitação e captação de dados de nano satélites.

Outras melhorias e investimentos

Também conheceram o projeto de modernização do auditório e da recepção, assim como o da nova área de convivência e das melhorias no sistema de segurança, tais como a implantação do sistema de credenciamento por reconhecimento facial, ampliação do número de câmeras de segurança, utilização de inteligência artificial para análise de dados e alertas de ação, controle de entrada de veículos e pessoas e a modernização do Manual de Normas Internas, visando otimizar a segurança e ampliar os espaços de convívio e a melhoria da infraestrutura dos refeitórios.

O encontro também possibilitou que os residentes pudessem apresentar suas empresas, projetos e produtos, melhorando o networking entre elas. “Estando aqui há 12 anos e pude perceber o quando houve um avanço do Parque nos últimos três anos; um avanço extremamente significativo e essa reunião hoje vem para fortalecer e estabelecer novos contatos, vincular essa estrutura entre o PTS e seus residentes, mostrando, através de números e projetos, o crescimento desse ecossistema que a gente vê no dia a dia”, destacou Rivalter Duechas, diretor da Vilage Marcas e Patentes.

O diretor da Mekra Lang do Brasil, Antônio Carlos da Fonseca, destaca que o Parque Tecnológico de Sorocaba vem agregando muito para a empresa, no que se refere ao conhecimento das oportunidades com todo o ecossistema. “Uma reunião de integração como esta, na qual estamos conhecendo todos os projetos e planos de expansão do Parque, nos permite preparar nossa equipe para os próximos passos”, destacou. Opinião que foi compartilhada pelo gerente de projetos do Grupo Innovo Tecnologia, Eduardo Pedroso: “A Comunicação do PTS junto aos seus residentes, com essa apresentação, assim como o auxílio às empresas a negociar seus produtos, são pontos que devemos destacar e elogiar.”

Já Ivan Ipolyto, CEO da SIM Inova Tecnologia e Educação, ressaltou que o crescimento do PTS, a partir deu sua nova forma de gestão, foi fundamental para que sua empresa decidisse se tornar uma das residentes do Parque. “Foi uma reunião que avalio ser de extrema importância. Nós, há 10 anos, vínhamos realizando ações aqui, mas sempre pontuais. E percebemos a evolução do Parque e, no ano passado, viemos para cá como residentes, trouxemos uma equipe e, a partir de agosto do ano passado, ela se tornou bem maior. Tudo isso porque entendemos que podemos ter uma conexão maior com o Parque e com as demais empresas instaladas aqui, de maneira a gerar negócios e oportunidades para nós e todos os outros também. Vemos hoje que há uma sinergia, um formato de crescimento mútuo, coisa que não havia anteriormente. Só temos que parabenizar a direção do Parque e a atual administração municipal”, ressaltou.