Agência Minas Gerais | Força da fruticultura e pecuária do Norte de Minas é demonstrada em evento em Janaúba

6 de junho de 2024 Off Por

A produção de bananas no Norte de Minas Gerais corresponde a 40% da produção total do estado, segundo dados da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa). Já a cultura do limão se destaca pela exportação da fruta para países como Holanda, Chile e Espanha.

A produção dessas e outras frutas é tão forte na região que a tradicional Expô Janaúba chega à 41ª edição em 2024, e este ano terá 11 dias de duração, até domingo (9/6), no município do Norte de Minas.

O evento, voltado para o agronegócio, começou no dia 30/5 e tem a participação do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), autarquia vinculada à Seapa e que apresentará os serviços desempenhados para assegurar a saúde vegetal, animal e a segurança alimentar dos produtos mineiros.

O IMA cuida da inspeção das cargas de vegetais e da emissão da Permissão de Trânsito Vegetal (PTV). A coordenadora regional do IMA em Janaúba, Monya Georgia Martins de Pinto, reforça o papel essencial do órgão no evento,  promovendo ações informativas e oferecendo serviços aos produtores rurais da região, uma vez que Janaúba produz mais de 37 mil toneladas de bananas ao estado, terceiro lugar do ranking em Minas, segundo a Seapa.

“O nosso estande funciona como uma espécie de plantão para os produtores rurais, em que eles podem solicitar qualquer documento aos nossos técnicos”, revela Monya.

Por ser uma região influente na produção de banana, o descarte correto de embalagens vazias de agrotóxicos também terá vez no estande do IMA. Além disso, o instituto desenvolve outras ações na 41ª Expô Janaúba. “Como há leilões, uma exposição de animais e uma mini-fazendinha, os nossos técnicos estão fazendo a fiscalização desses locais e dos animais todos os dias”, explica Monya.

Saúde de produtos vegetais do norte do estado

O município de Jaíba, a 70 km de Janaúba, lidera o ranking em Minas com uma produção anual de mais de 177 mil toneladas e se destaca, na cultura de limões, respondendo por 41,7% da produção total de Minas Gerais. O IMA inspeciona esses produtos, fiscaliza o trânsito e exige a PTV para poder transitar com esses alimentos nas estradas mineiras.

O principal objetivo desse controle é impedir a disseminação de pragas nos vegetais, e, consequentemente, proteger a economia do estado e assegurar que o alimento seja saudável e de boa qualidade para consumo em todo território mineiro.

Para facilitar o cumprimento das normas exigidas pela legislação estadual para o transporte de produtos vegetais, o IMA firmou uma parceria com a Associação Central dos Fruticultores do Norte de Minas (Abanorte), instituição que está autorizada a emitir o PTV para seus associados, mediante a apresentação do Certificado Fitossanitário de Origem (CFO).

Este documento, emitido por um engenheiro agrônomo do IMA, assegura que a fruticultura está livre de pragas e doenças, como a Sigatoka Negra, conhecida como “doença da banana”.

Mais serviços na Expô Janaúna

Durante o evento, também estará disponível a atualização de rebanhos, campanha iniciada no dia 1/5 e que irá até 30/6. No local, também haverá a oportunidade de expedir a Guia de Trânsito Animal (GTA), porém, mediante a atualização de rebanhos regular.

Além de emissão da PTV, os profissionais do instituto também desenvolvem ações educativas, informando a todos sobre a importância desse documento e como obtê-lo.

Outra ação do IMA na 41ª Expô Janaúba é a visita dos participantes do Projeto Sanitaristas Mirins (PSM) de Janaúba, desenvolvido pelo órgão em escolas da região. A iniciativa abordará as crianças com temas como a importância do IMA no dia a dia, a saúde animal, vegetal e segurança alimentar.

Também haverá o lançamento, nos dias 6 e 7/6,  do projeto “O Legal Merece um Brinde”, uma ação educativa que tem como objetivo a conscientização, a regularização e o registro de toda cadeia produtiva da cachaça.

A 41ª Expô Janaúba está sendo realizada no Parque de Exposições Waldir Nunes da Silva.