Sedec inicia formação de professores para programa que fomenta a educação pela cultura

5 de junho de 2024 Off Por

A Secretaria de Educação e Cultura de João Pessoa (Sedec-JP), em parceria com o Instituto Alpargatas, deu início nesta quarta-feira (5), a formação do programa ‘Educação pela cultura’ para mais de 110 gestores, especialistas e professores.

O evento, que vai até sexta-feira (7), no auditório do Centro de Capacitação de Professores (Cecapro), no bairro de Tambaúzinho, contou com a participação especial do grupo ‘Capoeira no Chão da Escola’, da Escola Municipal Zumbi dos Palmares, ministrada pelo professor Daniel Tiririca.

O programa ‘Educação pela cultura’ tem o objetivo de fortalecer a instituição de ensino ao promover a educação para as relações étnico-raciais e intercultural, por meio da reformulação de conteúdos e vivências escolares. As linhas condutoras são as Leis 10.639/03 e 11.645/08 que tratam sobre a Cultura Africana, Afro-brasileira e Indígena, respectivamente.

“Essa parceira começou em 2022 em algumas escolas da rede. Este ano estará em todas as unidades de ensino. E eu tenho dito muito sobre a potência desse programa. A gente tem acompanhado as escolas e tem visto como tem transformado a prática pedagógica das unidades por onde a gente passa. Então, escolas em que havia inúmeras práticas de racismo ou bullying racial foi perceptível para a equipe a diminuição dessas práticas ou mesmo a tomada de identidade dos estudantes por onde esse projeto tem passado”, explicou Lucian Souza da Silva, chefe da Seção de Direitos Humanos, Projetos Integradores e Projetos de Vida da Sedec.  

No programa ‘Educação Pela Cultura’ cada unidade de ensino terá que participar do itinerário formativo oferecido pelo Instituto Alpargatas e elaborar um projeto sobre a temática proposta que envolva toda equipe docente e discente. Em contrapartida, para as escolas é disponibilizado um acompanhamento pedagógico da equipe do Instituto e da Secretaria de Educação, assim como, cada unidade de ensino, receberá um aporte financeiro para ser empregado na execução das ações e na culminância do programa.

“É muito bom poder dar continuidade a parceria do Instituto Alpargatas com a Prefeitura de João Pessoa, por meio da Sedec. Agradecemos a parceria efetiva e exitosa. Quero fomentar nosso papel importante, nesta parceria, para potencializar as práticas pedagógicas curriculares das Leis 10.639/03 e 11.645/08, com fortalecimento do letramento racial e práticas antirracistas”, disse o diretor do Instituto Alpargatas, Berivaldo Araújo.

Na semana de 20 a 24 de maio, a equipe do Instituto Alpargatas junto com a equipe da Sedec, por meio da Diretoria de Ensino, Gestão e Escola de Formação (Degef) estiveram fazendo visitas às novas unidades de ensino para que ocorra um primeiro contato e uma melhor execução do programa. Esta visita teve como objetivo, conhecer cada escola in loco, para melhor atender suas demandas e especificidades.

A gestora pedagógica da Escola Municipal José Américo de Almeida, Andréa Karla de Souza Gonzaga, falou da importância desse programa nas escolas. “É de extrema importância dentro do processo pedagógico no qual constrói a questão da identidade. Traz também políticas, ações antirracistas, que faz com que a gente possa se apropriar da nossa cultura, da nossa identidade e respeito à heterogeneidade. Dá pra perceber que a aplicação de um programa desse na escola de antirracismo, por exemplo, você consegue quebrar algumas barreiras na escola e quebrar mais esse preconceito de um colega com outro. São barreiras atitudinais no qual a gente vem percebendo a questão de mudanças, não só na questão da identificação da cor da pele, mas também na questão religiosa, na questão cultural. Também é muito importante esse processo de identificação e de respeito”, disse a diretora.

Formação – A formação acontece nesta quarta (5), quinta e sexta-feira. Nesses três dias, os participantes verão sobre História e Cultura Afro-brasileira. O segundo encontro do programa ‘Educação pela cultura’ acontecerá nos dias 02, 03 e 04 de julho com conteúdos sobre História e Cultura Indígena.

Ainda no mês de julho, nos dias 15 e 16, haverá uma oficina de musicalidade na perspectiva da Educação para as Relações Étnico-raciais, voltada para os professores de Artes e Educação Física.