Inteligência artificial: uma revolução na medicina

3 de junho de 2024 Off Por
A integração da inteligência artificial na cardiologia promete não apenas melhorar os diagnósticos e tratamentos, mas também transformar a maneira como os cuidados cardíacos são fornecidos, tornando-os mais precisos, personalizados e eficientes.. André Telis

Participei, na semana passada, do Congresso 2024 da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo (SOCESP), realizado na capital paulista. Entre uma palestra e outra, encontrei vários colegas e tive alegria de conversar com o amigo cardiologista e pesquisador, Dr. Flavio Brito.

Nós conversamos sobre os avanços na cardiologia nos últimos anos, com incorporação da Inteligência artificial e suas ferramentas, como o Chat GPT. Falamos sobre como elas já estão auxiliando médicos e pacientes em diversos tratamentos e diagnósticos.

Toda nossa conversa foi gravada e você pode conferir, acessando o link:

Além dos profissionais da área da saúde, é muito interessante que os pacientes também acompanhem a conversa para entender a influência da IA na saúde.

Fique ligado no Jornal da Paraíba e no blog Saúde Alerta para mais atualizações de conteúdos na área da saúde.

Flavio Brito é Doutor em cardiologia pela Unifesp e pesquisador pela Duke University – EUA. Atualmente é pesquisador – INDACOR Cardiologia e Clínica Médica, médico cardiologista – transplante cardíaco do Hospital das Clinicas da Faculdade de Medicina de Botucatu e professor assistente doutor – cardiologia da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

André Telis de Vilela, é médico, cirurgião cardiovascular, doutor em medicina pela UNIFESP e professor da UFPB. Colunista de saúde do Jornal da Paraíba, Tv Cabo Branco e rádio CBN