São José amplia sistemas de prevenção de desastres

30 de maio de 2024 Off Por

Paula Paz


Secretaria de Proteção ao Cidadão

A Prefeitura de São José dos Campos reforça seu compromisso com a segurança da população por meio de avançados planos de contingência, voltados à resposta ágil em situações de desastres geológicos e hidrológicos, como inundações, enxurradas, alagamentos e deslizamentos.

Esses planos operacionais são meticulosamente elaborados, integrando ações de emergência entre os diferentes setores municipais, secretarias e órgãos externos fundamentais, como SAMU, Bombeiros, Sabesp e Concessionárias.

Investimentos contínuos em ações preventivas são uma prioridade, com destaque para o sistema inovador de monitoramento de áreas de risco desenvolvido pela Defesa Civil municipal. Por meio de uma parceria estratégica com uma empresa especializada em tecnologia e monitoramento hidrológico, foram instaladas 35 estações meteorológicas em pontos estratégicos, abrangendo não apenas a área central, mas também distritos como São Francisco Xavier e Eugênio de Melo. Essas estações, equipadas com pluviômetros, sensores de vento e temperatura alimentados por energia solar, estão interconectadas diretamente ao Centro de Segurança e Tecnologia (CSI), possibilitando o monitoramento em tempo real das condições climáticas e o fornecimento de alertas imediatos à população por meio de uma rede de comunicação que inclui o uso de SMS e sirenes.

Destaca-se ainda a presença de um software de gerenciamento de informações, permitindo uma gestão eficiente das ações preventivas e a geração de relatórios digitais para análise e tomada de decisões.

Núcleos de Proteção

Com o intuito de ampliar ainda mais sua atuação preventiva e reduzir ocorrências de desastres com vítimas, a Defesa Civil do município implementou 19 Núcleos de Proteção (Nupdec), que trabalham em estreita colaboração com a comunidade local, oferecendo capacitação para que os moradores estejam preparados para reconhecer sinais de perigo e agir de forma adequada em situações de emergência.

Simulações e Alertas

Um dos pontos de monitoramento prioritários é a represa do Jaguari, onde recentemente a Defesa Civil conduziu uma simulação do Plano de Ação de Emergência, na comunidade ribeirinha entre São José dos Campos e Jacareí. Os moradores foram envolvidos em palestras e orientações sobre os riscos associados à área, sinais de alerta e procedimentos em caso de emergência, incluindo o uso do sistema de alerta por sirenes, que emite avisos imediatos em situações críticas.

Parceria

Em março, a Prefeitura de São José dos Campos assinou um protocolo de intenções com o Cemaden (Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais). Este acordo prevê a cooperação no processamento de dados, permitindo maior agilidade nas medidas preventivas da Defesa Civil e um monitoramento conectado diretamente ao Centro de Segurança e Inteligência (CSI).

Por meio de uma única plataforma, as medições de 8 estações pluviométricas do órgão federal, que fazem a medição da chuva, foram unificadas com mais 35 estações meteorológicas que medem vários aspectos do clima, incluindo temperatura, pressão, umidade, vento e chuva em diversas localidades, incluindo os distritos de São Francisco Xavier e de Eugênio de Melo, capazes de monitorar em tempo real a quantidade de chuva por localidade. 

O sistema integrado ao CSI, garante mais agilidade e segurança para uma interpretação assertiva das informações e adoção de medidas preventivas da Defesa Civil, fornecendo alertas por SMS regionalizados para os munícipes em áreas de risco.

 

 


MAIS NOTÍCIAS

Secretaria de Proteção ao Cidadão