Governo do Estado amplia serviço de transfusão de sangue pré-hospitalar para Blumenau e região

29 de maio de 2024 Off Por

Fotos: Murilo Damian Medeiros / CBMSC

O Serviço de Sangue Total, uma parceria entre a Secretaria de Estado de Saúde e o Batalhão de Operações Aéreas (BOA) do Corpo de Bombeiro Militar de Santa Catarina (CBMSC), foi inaugurado nesta terça-feira, 28, em Blumenau. Em Santa Catarina, este tipo de serviço de transfusão sanguínea, feita antes de se chegar ao hospital, existia apenas em Florianópolis.

“Esse trabalho é fundamental principalmente pros grandes traumas, pros pacientes que perdem grande volume sanguíneo, a reposição salva vidas. E como orienta sempre o governador Jorginho Mello continuamos expandindo os serviços para todo o estado. Temos que agradecer ainda Samu, Corpo de Bombeiros Militar, Polícia Militar, Polícia Civil que fazem essa grande rede de atendimento das urgências no nosso estado”, destaca a secretária Carmen Zanotto.

Após quase dois anos da implantação na Grande Florianópolis, o Programa de Transfusão Pré-Hospitalar de Sangue Total chegou à região Vale do Itajaí, na 2º Companhia do Batalhão de Operações Aéreas, graças a parceria entre o BOA do CBMSC, o Centro de Hematologia e Hemoterapia (Hemosc), o Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) Aeromédico e a Fundação de Apoio ao Hemos/Cepon (Fahece), organização social que faz a gestão do Hemosc junto à Secretaria de Estado da Saúde (SES).

“Esta é mais uma parceria para assistir da forma mais qualificada possível todas as pessoas que necessitam desse suporte avançado à vida e coroa ainda mais o trabalho prestado há 14 anos pelo Serviço Aeromédico catarinense”, afirma o comandante-geral do CBMSC, coronel Fabiano Bastos das Neves.

Este projeto no Brasil, contou com o apoio técnico do médico norte-americano Mark Yazer, da Universidade de Pittsburgh (EUA). Ele orientou os profissionais das unidades envolvidas durante o projeto de pesquisa e desenvolvimento. Todos os processos foram validados, há protocolos escritos, equipes treinadas, os requisitos de qualidade são seguidos rigorosamente, como rastreabilidade e a qualidade do sangue, controle de temperatura, entre outros, tanto que há autorização da Vigilância Sanitária.

Para o comandante interino do BOA do CBMSC, major Hugo Manfrin Dallossi, há uma grande importância do Sangue Total, principalmente em vítimas de traumas graves como acidentes de trânsito, quando há muita perda de sangue. “Antes, as equipes dispunham apenas de soro para manter a pressão arterial. Agora, com as bolsas de sangue, há um grande aumento das chances de sobrevida no transporte até o hospital”, comenta. De acordo com ele, houve investimento para armazenagem do sangue e treinamento na base em Blumenau e com isso as aeronaves passam a transportar duas bolsas de sangue para realizar os atendimentos, quando necessário.

De acordo com a diretora-geral do Hemosc, Patrícia Carsten, a ampliação do programa marca o fortalecimento de uma ação pioneira. “Estamos felizes em expandir para outra região de Santa Catarina o Programa de Transfusão Pré-Hospitalar de Sangue Total. Esse é um projeto que, graças aos seus excelentes resultados, se tornou um programa inovador que nos dá grande orgulho, porque reúne a capacidade técnica do Hemosc com nossa missão de salvar vidas com parceiros como BOA e Samu Aeromédico, que levam as bolsas onde os pacientes estão”, afirma.

Desde que foi lançado, o Programa Sangue Total já atendeu 41 ocorrências em Santa Catarina. A parceria prevê que as bolsas de sangue total fiquem armazenadas na base do Serviço Aeromédico do Samu e Batalhão de Operações Aéreas. Quando há necessidade de transfusão, são transportadas nas aeronaves “Arcanjo” do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina, operadas em parceria com o Samu Aeromédico para o atendimentos de extrema urgência ou durante o transporte dos pacientes para o hospital. Todo o processo é acompanhado pelo médico e enfermeiro responsáveis pelo atendimento e todos os procedimentos são registrados e controlados, seguindo critérios de segurança e de legislação.

O Termo de Cooperação Técnica foi assinado em julho de 2022 entre o Batalhão de Operações Aéreas do Corpo de Bombeiros Militar, o Samu Aeromédico, o Hemosc, a Fahece e a SES.