Novo post criado em 05 de Aug de 2022 as 20:06:19

5 de agosto de 2022 Off Por admin
(Imagem: reprodução/Warner)

Nem tudo vai bem em “The Flash“. Uma nova série de relatos a respeito de Ezra Miller veio à tona pela Business Insider, com acusações de assédio e abuso contra mulheres e aliciamento de menores.

Durante estadia em Reykjavik, capital da Islândia, a estrela, que interpreta o Velocista Escarlate nos filmes da DC nos cinemas, teria se comportado como líder de seita, alugando um espaçoso Airbnb e recebendo “uma variedade de artistas islandeses, estrangeiros e confidentes espirituais que foram encorajados a se hospedar lá, apesar de muitos terem casas em Reykjavik”. Uma mulher visitou a casa em março de 2020 e se referiu ao local como uma “comuna”, notando como os convidados que viviam na casa pareciam “hipnotizados” por cada palavra de Miller e suas repentinas alterações de humor.

Rumores logo passaram a circular pela capital islandesa de que a estrela de “The Flash” estava liderando uma seita na cidade por conta de seus monólogos sobre espiritualidade e por insistir que teria poderes sobrenaturais, exigindo que os convidados participassem de meditações em grupo. A matéria nota que “muitas das pessoas que se envolveram com Miller afirmavam acreditar nas questões com as quais Miller se importava”.

Mas nem todos que visitavam ou se hospedavam na casa de Miller se encantavam. Uma mulher de 23 anos afirma ter presenciado a estrelar ter um surto de raiva por conta de assuntos triviais, proferindo xingamentos e gritando com um grupo de amigos que queriam escolher qual música tocaria no local em um momento. Miller teria expulsado o grupo, exigindo que “saíssem de seu santuário”. A mulher também relembrou um momento em que Miller confrontou ela e uma amiga a respeito da intenção de deixar a casa. “Vocês não gostam da minha hospitalidade”, teria dito a estrela, que avisou a dupla a respeito de sua suposta capacidade de ler mentes. “Fiquei um pouco traumatizada por um tempo. Foi um dos dias mais estranhos que já vivi”, diz a jovem.

Outra mulher, agora uma jovem música de 18 anos, também teve experiências com Miller, afirmando “ter transado três vezes com Miller em um hotel e se comunicado esporadicamente com amigos e família”. Ela também afirma que a estrela tinha fixação em sua “capacidade de procriação”, e que louvava seu “útero perfeito” enquanto dizia que a família dela a estava impedindo de ter uma vida melhor. “Ezra era super manipulador. Tinha a todos nós na palma das mãos”, diz. “Era capaz de reverter e desvirtuar tudo que eu achava que sabia sobre o mundo”.

Após seus dias, Miller retornou a sua casa em Reykjavik e a jovem voltou a seu apartamento, onde sua colega lhe mostrou documentos sobre como líderes de seitas espirituais prometem despertares e bens materiais para manipular vítimas e as isolar de família e amigos. “Era exatamente a mesma coisa em que eu estava com Ezra, e isso realmente me assustou”, diz a música, que estava com tanto medo de rever Miller que chegou a fugir da cidade até a estrela deixar o país, dez dias depois. A jovem afirmou que, apesar de ter passado apenas seis dias com Miller, “honestamente, pareceu bem, bem mais”, e que ela não tinha certeza de que se recuperaria disso.

Os novos relatos e acusações contra Miller são as polêmicas mais recentes protagonizadas pela estrela de Hollywood. Em fevereiro, uma mulher alemã fez uma denúncia à polícia após ter sido vítima de abuso e ameaçada por Miller em sua própria casa, em Berlim. Em abril, Miller se envolveu em polêmica no Havaí em diversas vezes, chegando a ter prisão decretada após participar de uma briga em um bar de karaokê e assediar um casal. Em junho, Miller teria recebido uma mãe e seus três filhos em uma fazenda de cannabis com armas de fogo disponíveis.

“The Flash”, contudo, segue confirmado pela Warner Bros. Discovery, mesmo com todas as polêmicas ao redor de Miller e a recente estratégia de corte radical de custos, que levou aos cancelamentos de “Super Gêmeos”, “Batgirl” e a sequência de “Scooby! O Filme“.